Botucatu, segunda-feira, 23 de Setembro de 2019
LINKS
COTIDIANO
03/09/2019
Curso de Nutrição da Unesp comemora 20 anos em Botucatu


Alunos e professores durante plantio de jatobá, em homenagem aos 20 anos do curso de Nutrição - Igor Medeiros / 4toques comunicação 
 
Curso, único da área em toda Unesp, já formou mais de 400 nutricionistas
 
Vinte anos. A idade que representa jovialidade, mas também maturidade, finalmente chegou ao curso de Nutrição do Instituto de Biociências da Unesp Botucatu. A cerimônia que marca as duas décadas de criação do curso foi realizada no último 31 de agosto no Espaço IB Eventos e também serviu para comemorar o Dia do Nutricionista. 
 
O evento reuniu representantes de todas as 21 turmas de Nutrição do Instituto de Biociências, além de docentes que fizeram e fazem parte da história do curso, implantado em 1999. Na oportunidade ainda foi feito o pré-lançamento de um e-book, com informações e fotos que resumem os 20 anos do curso, que já formou mais de 400 nutricionistas ao longo de sua trajetória. 
 
“É uma responsabilidade imensa esses 20 anos do curso de Nutrição e a gente não poderia deixar passar em branco essa data. E surgiu a ideia de reunir ex-alunos, os atuais e todos aqueles que fazem parte do curso. A gente tentou resgatar o passado, presente e o futuro do curso”, destaca a Profaª Flávia Queiroga Aranha, uma dos membros da comissão organizadora do evento.
 
História
 
A luta pela viabilização do curso começou anos antes. Em 1987, uma comissão liderada pelo Profº Carlos Roberto Rúbio, com ajuda da Profaª Ana Valéria Pelizzon Barbim, elencou à Reitoria todos os argumentos para a implantação da graduação em Nutrição, profissão regulamentada no País desde 1967. 
 
Além de poder iniciar a formação de um profissional em ascensão dentro da área de medicina preventiva e saúde pública, contava a favor da Unesp Botucatu já possuir outros cursos com disciplinas básicas em comum como o de Ciências Biológicas e Medicina.
 
“O erro da Comissão [na época], após o curso montado, foi não ter consultado em nenhum momento a Medicina para ver se ela participaria do curso conosco. Por isso o curso ficou parado em torno de 10 anos. Daí quando a Profª Sheila Zambello de Pinho assumiu a direção do Instituto [gestão 1997-2001], tendo eu como vice-diretor, resolvemos voltar com a ideia de implantação do curso de Nutrição. Mas nessa altura, o curso já estava pronto”, relembra Rúbio.
 
“Foi um desafio porque que não tinha um curso [de Nutrição] para comparar dentro da própria Unesp. Foram discussões intensas para ver se o currículo estava adequado. Tínhamos as disciplinas básicas, mas ainda nenhuma nutricionista. Hoje é um orgulho imenso ver que o curso se tornou reconhecido e que os alunos têm inserção significativa no mercado de trabalho”, complementa Profaª Maria de Lourdes Mendes Vicentino Paulino, primeira coordenadora do curso de Nutrição.
 
Marina Manduca Ferreira Marim, aluna da primeira turma de Nutrição, avalia que o mercado e a velocidade das informações fazem com que o profissional desta área esteja em constante aprimoramento para poder suprir todas as demandas que afunilam na saúde pública. Uma vez que a má alimentação tornou-se um hábito difícil de se combater na sociedade moderna.
 
“O nutricionista é um profissional extremamente importante para a saúde pública. Especialmente em um país tão diverso como o nosso. Em que a obesidade coexiste com a desnutrição e com tantas carências, que são consequências de muitas doenças crônicas que são, na verdade, os grandes gastos do sistema público de saúde como a obesidade, hipertensão e a diabetes. Então eu penso que a alimentação saudável é a premissa disso tudo. É a base, a prevenção. Investir na nutrição, na educação nutricional das crianças é um investimento para o futuro”, argumenta.
 
Reestruturação do curso
 
Para a Profa. Dra. Cintia Yuri Matsumura, atual vice-coordenadora de Nutrição, nestes 20 anos o curso alcançou patamar de destaque, sempre estando entre os principais do Brasil. Porém reforça a necessidade de um olhar para os próximos anos. Neste sentido, uma comissão já trabalha há algum tempo na primeira reestruturação do curso, o que deverá elevar ainda mais a qualidade da formação profissional dos alunos que passam pelo Instituto de Biociências da Unesp. 
 
“O Projeto Político Pedagógico do Curso está em fase de aprovação pelas Congregações das Unidades (FCA, FMVZ e FMB) antes de passar pela nossa Congregação e seguir para Reitoria. A intenção é que todo esse trâmite possa ser resolvido até o próximo ano, para que as mudanças passem a valer a partir de 2021”, explica.
 
Atualmente a formação do nutricionista dentro do Instituto de Biociências da Unesp está concentrada em três grandes áreas (Nutrição Clínica, Alimentação Coletiva e Saúde Coletiva). A nova proposta é que a carga horária do curso aumente de 3.510 para 4.080 horas, passando a ser vespertino/noturno (não apenas noturno), e tenha a inclusão de disciplinas EAD, TCC (Trabalho de Conclusão de Curso), e ampliação de estágios em áreas como Nutrição Esportiva, Indústria de Alimentos, e Marketing em Alimentação e Nutrição.
 
Nutrição no Vestibular
 
Hoje o curso de Nutrição em Botucatu continua sendo o único dentro de toda Unesp, um dos mais procurados [29 por vaga no Vestibular 2019] e mais bem avaliados no Brasil [4 estrelas no Guia do Estudante - Editora Abril]. Para o Vestibular 2020, cuja inscrições ocorrerão de 9 de setembro a 7 de outubro, o curso prevê o preenchimento de 30 vagas e pode ser concluído em 5 anos



VITRINE
COTAÇÃO DE MOEDAS
CONVERSOR DE MOEDAS
PREVISÃO DO TEMPO

debotuca.com
DIRETOR - JOÃO FERNANDO DE CAMPOS - MTB 79817 - Email: debotuca@hotmail.com

As opiniões são de responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente o pensamento do site, bem como os links veiculados.

© debotuca. Todos os direitos reservados.
Powered by Vinícius